top of page

Linfotaping no Tratamento de Cicatrizes

Atualizado: 31 de mar. de 2021


IMG_0669.JPG

As cicatrizes, independente da sua localização, podem afetar sobremaneira a qualidade da pele, bem como todo o tecido abaixo e ao redor desta. O tecido cicatricial pode aderir em tendões, ligamentos, cápsulas articulares, tecido conjuntivo e pele.

Cicatrizes não tratadas podem causar contraturas, diminuição da ADM, diminuição do fluxo linfático e em casos mais graves, como queimaduras, pode causar deformidades, dor e desconforto.

As cicatrizes quando aderidas, bloqueiam o fluxo linfático podendo causar fibroses e edemas na região. Para tratar o tecido cicatricial é necessário realizar uma avaliação criteriosa da cicatriz, buscando conhecer a qualidade do tecido formado e se existem restrições quando ao movimento desta em diferentes direções. É importante verificar o tempo da cicatriz, se é recente ou não.

O Linfotaping pode auxiliar no tratamento das cicatrizes por auxiliar na deposição das fibras de colágeno, reduzindo atrofias e aderências, suavizando e “nivelando” a cicatriz, além de melhorar a maleabilidade e reduzir o risco de contraturas. As aplicações são realizadas com diferentes tensões nas bandagens, relacionadas ao objetivo do tratamento. A técnica oferece um bom resultado em cicatrizes antigas com alto grau de restrição e em grandes aderências.

É importante salientar que a técnica deve ser aplicada por Fisioterapeuta habilitado com formação específica em Linfotaping.

1.434 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page